Seahawks massacram os Broncos e conquistam o Super Bowl XLVIII



Sem dúvida foi uma das maiores surras da história dos Super Bowls. O Seattle Seahawks fez o chamado jogo perfeito, foi superior em todos os aspectos que envolvem um jogo de futebol americano e simplesmente destruiu o Denver Broncos. O melhor ataque da NFL de todos os tempos foi totalmente anulado pela defesa dos Seahawks, a conquista coloca esse grupo ao lado de fantásticas defesas como a dos Steelers em 76, Bears de 85 e Ravens de 2000. Seattle venceu por 43 a 8 no gelado MetLife Stadium e conquistou o Super Bowl XLVIII na noite desde domingo. Foi o primeiro título da história da franquia criada em 1976.



Seattle iniciou a partida de forma avassaladora, parecia que o jogo era realizado no CenturyLink Field, casa dos Seahawks. O time dominou amplamente o primeiro quarto: ficou com a bola em 12 dos 15 minutos, teve 147 jardas totais e pontuou três vezes. O poderoso ataque dos Broncos simplesmente não entrou em campo no período, teve 11 jardas totais e nenhum first down! Pior desempenho de um time no Super Bowl desde 1986.


Os Seahawks abriram o placar antes mesmo do ataque do time entrar em campo. O center do Denver Broncos, Manuel Ramirez, cometeu um erro logo no primeiro snap do Super Bowl XLVIII e errou na hora de entregar a bola ao Manning. A bola ficou viva dentro da endzone, o RB Knowshon Moreno teve que agarrá-la para evitar o touchdown de Seattle. Safety para os Seahawks, abrindo o placar no gelado MetLife Stadium.

Vantagem que foi aumentando na medida em que o jogo se desenvolvida, Seattle controlava a posse de bola e seguia avançando no ataque. Por duas vezes os comandados de Pete Carroll bateram na porta da endzone adversária, mas não conseguiram anotar o touchdown. Steven Hauschka chutou dois field goals curtos e converteu, 8 a 0 para os Hawks.


Se a situação já estava complicada para os Broncos, imagine depois que os turnovers começaram a aparecer. Peyton Manning lançou duas interceptações, as duas Seattle transformou em touchdowns. O primeiro a interceptar Manning foi o safety Kam Chancellor, em um passe no meio do gramado. Seattle aproveitou a boa posição de campo e entrou na endzone pela primeira vez na noite, em um mergulho do RB Marshawn Lynch.


A próxima posse de bola do camisa 18 também resultou em turnover, mas dessa vez a culpa não foi dele. O braço foi atingido na hora do passe, mudando a trajetória da bola. O linebacker Malcolm Smith agarrou firme e retornou para touchdown, dando contornos de massacre a um Super Bowl que parecia equilibrado na teoria. O melhor ataque da NFL de todos os tempos foi para o intervalo zerado, quem podia imaginar isso! A diferença de 22 pontos na saída para os vestiários é a segunda maior na história da grande final.


O show do intervalo contou com a presença de Bruno Mars e a participação da banda Red Hot Chilli Peppers, que apimentou a atração com a clássica canção "Give It Away". Eles mal tinham deixado o gramado, e Seattle aumentou mais ainda a vantagem. Percy Harvin retornou de forma brilhante o kickoff do segundo tempo para touchown, uma corrida de 87 jardas para entrar para a história!


Era difícil acreditar no desempenho do ataque dos Broncos: além de não conseguir pontuar, seguia cometendo turnovers. Dessa fez foi Demaryius Thomas, ele sofreu um fumble forçado pelo CB Byron Maxwell. Mais uma vez Seattle aproveitou a boa posição de campo e anotou o touchdown, um lindo passe de Russell Wilson para Jermaine Kearse.


Denver até reagiu no final do terceiro período, anotou um TD para não perder de zero. Peyton Manning achou Thomas livre na endzone, o WR se redimiu do fumble sofrido anteriormente e agarrou a bola com sucesso. Seattle devolveu logo em seguida com a mesma moeda, o WR Doug Baldwin recebeu lindo passe de Wilson e acabou com qualquer chance de reação dos Broncos.


Mesmo com vários minutos para o final da partida, Seattle fora do gramado já comemorava a conquista. O DE Chris Clemmons ainda forçou um fumble em Peyton Manning, terceiro do quarterback na noite. Turnover que confirmou o título mais do que merecido para o Seattle Seahawks! Foi uma aula de futebol americano. Pode comemorar, torcedor dos Seahawks! Parabéns!

Clique aqui e assista os melhores lances do jogo!



Acompanhe sempre o nosso blog, assine o nosso feed. Também não perca nenhuma postagem e fique sempre ligado em nosso blog. Curta a nossa página do facebook, siga-nos pelo twitter e circule-nos no Google +.

Por Matheus Filippi
Textos de: NFL Brasil

Related Articles

2 comentários:

  1. Futebol americano é sensacional e meu blog também se rendeu e abriu espaço ao Super Bowl.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kleber Nunes,

      O Futebol Americano é um esporte pouco conhecido no Brasil, mas admirado em boa parte do Mundo. E a final da NFL, o Super Bowl, é um evento grandioso em todos os aspectos, e atrai atenção de todo o Mundo e paralisa os Estados Unidos.

      Abraços.

      Excluir

Regras para a comunicação:
Aqui é um ambiente para se discutir futebol com paz, por isso não utilize palavrões, xingamentos e outras atitudes baixas. Vamos manter o nível.

Agradeço pela visita, volte sempre!

About us