domingo, 20 de janeiro de 2013

Liverpool faz 5 no Norwich em jogo de golaços


Chamem a defesa ambiental, os protetores dos animais, os abolicionistas todos! O Liverpool não tomou conhecimento do Norwich e atropelou os Canários no gramado de Anfield Road. 5x0, sem dó nem piedade.

O mais impressionante é a relativa naturalidade com que os Reds construíram a goleada. Fizeram uso da aposse de bola sem afobação, variaram as formas de infiltrar na última linha de defesa e chegaram aos gols como se fosse um treino coletivo. Aliás, há que se dizer que foram gols muito bonitos, principalmente os três primeiros.

O placar teve sua primeira alteração aos vinte e cinco minutos: Luis Suárez não desistiu da disputa de bola - típico desse ótimo jogador uruguaio - e a redonda acabou sobrando para Jordan Henderson, que acertou lindo chute, de primeira. Daqueles que pegam na veia e vão parar na gaveta. Indefensável.

Dez minutos depois de inaugurar o marcador, veio o segundo gol do time da casa. Era a primeira vez que Daniel Sturridge (ex-Chelsea, contratado nessa presente janela de transferências) e "Luisito" Suárez começavam uma partida formando o ataque vermelho. E, como se tivessem um entrosamento de outras encarnações, deu-se uma jogada maravilhosa: Lucas Leiva enfiou a bola rasteira, Sturridge fez sensacional corta-luz e Suárez chegou em velocidade, livre, chutando cruzado para tirar do goleiro Mark Bunn.

Os comandados de Brendan Rodgers foram para o vestiário com a vantagem do resultado e do desempenho, controlando o placar e também os acontecimentos. E o que estava tranquilo virou festa completa no segundo tempo.  Aos treze minutos, Stewart Downing cruzou pela direita e Sturridge apareceu para completar, marcando seu terceiro gol em três jogos oficiais com essa camisa que tão bem lhe caiu.

Tudo muito bem, tudo muito legal, mas faltava o gol do capitão e ídolo máximo na instituição anfitriã. E ele aconteceu aos vinte minutos: Glenn Johnson fez o passe e Steven Gerrard acertou mais um daqueles chutes de fora da área nos quais o camisa 8 esbanja precisão.

Já não havia qualquer dúvida de que a vitória estava garantida e que o sistema de jogo proposto por Rodgers funcionou maravilhosamente diante da frágil equipe adversária. Quer dizer, diante de atuação coletiva tão eficaz quanto a do Liverpool nesse jogo, fica difícil atestar se a apatia do Norwich era mais fruto de falta de qualidade técnica, se era devido ao nó tático em que Chris Hughton se encontrava ou se, pura e simplesmente, era dia do Liverpool.

Fato é que, mesmo com as três substituições de jogadores que faziam boa atuação, o Liverpool manteve-se soberano em campo. As duas primeiras alterações foram simultâneas: saíram Lucas e Sturridge (este aplaudidíssimo), entraram Raheem Sterling e Fabio Borini. E foi em jogada entre esses dois que saiu o quinto gol: Sterling se livrou da marcação pela esquerda, cruzou e Borini fechava para empurrar para a rede. Só que no caminho da bola ao italiano estava Ryan Bennett que, sem muito o que poder fazer, acabou cortando e marcando contra, "roubando" a assistência de Sterling e o gol de Borini. 5x0 Liverpool.

Rodgers ainda colocaria Joe Allen para participar da festa, tirando Henderson. Com 34 pontos em 23 jogos, o Liverpool aparece em 7º lugar na tabela de classificação e tem todo o direito de sonhar com um retorno à Liga dos Campeões da Europa. O time parece encaixado, tendo marcado gol em todos os últimos doze jogos disputados na temporada. Nesse período, goleou Fulham, Queens Park Rangers e Sunderland, iniciando feliz o ano de 2013. O Norwich, caindo pelas tabelas, conheceu sua quinta derrota nos últimos seis jogos pelo Campeonato Inglês, estando agora na 13ª colocação (26 pontos em 23 partidas).

Acredito que o Norwich logo colocará fim nessa sequência negativa na Premiership, até porque fará três jogos em casa nas próximas quatro partidas no torneio (Tottenham, Fulham e Everton; visita o lanterna Queens Park Rangers). Já o Liverpool viverá um momento que pode ser considerado um divisor de águas na liga nacional: enfrenta o Arsenal em Londres e o City em Manchester. Se repetir a performance vista hoje, tem totais condições de somar pontos importantes na sua caminhada para a quarta colocação (zona que dá a chance de jogar a próxima Liga dos Campeões da Europa). Aguardemos para ver até onde pode chegar esse Liverpool de Rodgers. Mas, independentemente de onde chegue, tem sido divertido assistir esse time jogar.


Por Soham
Texto de: Jogada de (E)feito

8 comentários:

  1. Humilhou, pobrezinho do irmão inglês....rsrs

    ResponderExcluir
  2. FuteB.R.O.N.C.A.!

    Realmente, quando um outro time goleia o outro, dá um sentimento de pena (desde que o derrotado não seja o nosso rival).

    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. É bom ver times de tradição como o Liverpool se saindo bem, se reconstruindo dessa maneira. Andou passando por uma ziquinha danada.

    Concordo contigo: os jogos contra Arsenal e City dirão onde esse time do Liverpool pode realmente chegar.

    Abraço.
    www.dilemascotidianos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Boas...

    Pena é que o Liverpool esteja longe dos seus tempos de glória, onde dominavam a Inglaterra e a Europa do futebol com um futebol letal.

    Abraço

    A liga do palpite no paixaodabola está em jogo , o que esperas para palpitar?? Vá lá palpita...

    Mattos...paixaodabola.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. O Liverpool precisa mostrar essa força contra os times da sua altura, para voltar a brigar pelos títulos, mas é sempre bom e honrado golear assim, a moral vai lá em cima. Abçs.

    http://futmes.blogspot.com.br/2013/01/balanco-final-do-corinthians-b.html

    ResponderExcluir
  6. Bruno Mello Souza,

    O Liverpool parece esboçar uma reação podendo voltar a ser aquele grande que já fora.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  7. Mattos,

    Isso mesmo, podemos dizer que o Liverpool é um gigante adormecido.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  8. Pablo Santos,

    Realmente uma goleada sempre levanta os ânimos de qualquer time, seja contra um equipe pequena, ou contra um gigante.

    Abraços.

    ResponderExcluir

Regras para a comunicação:
Aqui é um ambiente para se discutir futebol com paz, por isso não utilize palavrões, xingamentos e outras atitudes baixas. Vamos manter o nível.

Agradeço pela visita, volte sempre!