Retrospectiva 2012: Fluminense leva o Brasileiro e Palmeiras é rebaixado de novo

A Retrospectiva do FC Gols prossegue com o Brasileirão. O campeonato deste ano foi conquistado pelo Fluminense numa campanha irrepreensível, mas teve também o novo rebaixamento para o torcedor do Palmeiras.

Sampaio Corrêa e Oeste vencem as séries inferiores



No Campeonato Brasileiro das séries C e D os emergentes é quem se deram bem. Na Série D, o campeão foi o Sampaio Corrêa do Maranhão, que conquistou o título invicto derrotando o CRAC em dois jogos. Ambas subiram pra C juntamente de Mogi Mirim e Baraúnas. Na terceirona, o título foi do Oeste de Itápolis que venceu o Icasa na final conquistando seu primeiro título de expressão nacional. As duas equipes juntamente do Paysandu e da Chapecoense subiram pra Série B.

Goiás conquista Série B no ano da volta dos frequentadores assíduos

A Série B de 2012 foi a volta por cima para quatro times que são frequentadores assíduos na Série A. Goiás, Criciúma, Atlético Paranaense e Vitória suaram a camisa para garantirem o tão sonhado acesso à elite do futebol. Numa competição equilibrada, a decisão acabou ficando pra última rodada. O campeão foi o Goiás. Com uma sensacional arrancada na metade do torneio o esmeraldino assegurou o título vencendo o Joinville na partida final e conquistou o seu segundo título na segundona e retorna depois de dois anos. O Criciúma foi o vice campeão com uma sensacional campanha: vitórias dentro e fora do Heriberto Hulse além dos gols de Zé Carlos que foi o artilheiro da competição com 27 gols e retorna depois de oito anos. O Vitória esteve perto de ficar de fora, mas nas rodadas finais garantiu seu acesso sem sustos e o Atlético Paranaense foi o único dos quatro rebaixados de 2011 que conseguiu seu acesso de forma rápida. Foram rebaixadas as equipes do Guarani, CRB, Ipatinga e Grêmio Barueri.

Fluminense é tetra brasileiro 



Foi um campeonato emocionante, bem disputado e no final prevaleceu a eficácia. Assim, o Fluminense se sagrou tetracampeão brasileiro num campeonato eletrizante. Tendo como pilares da campanha o goleiro Diego Cavalieri, os atacantes Wellington Nem e Fred e o técnico Abel Braga o Fluminense somou 76 pontos, a segunda melhor campanha desde que o campeonato passou a ser disputado por 20 clubes. Foi um campeonato de dois turnos distintos. No primeiro turno, o Atlético Mineiro voava em campo. Com Ronaldinho Gaúcho recuperando o bom futebol, Bernard explodindo como revelação e Jô marcando seus gols, o Galo fez uma campanha irrepreensível chegando a 80% de aproveitamento, só que o Fluminense estava à espera de um vacilo do Galo no segundo turno. Na 22ª rodada, o Fluminense assumiu a liderança para não mais perder. O Atlético Mineiro que liderou por 15 rodadas perdeu fôlego, não a vontade. Buscou o título como pôde e foi recompensado com o vice campeonato. O Grêmio com um time acertado por Luxemburgo teve como destaques o meia Elano que recuperou seu futebol e o veterano Zé Roberto acabou terminando em terceiro.  O São Paulo fechou o campeonato em quarto lugar e foi dele o maior público do campeonato, quando foi apresentado Paulo Henrique Ganso. O Vasco começou o campeonato liderando as primeiras rodadas, mas com a venda de jogadores importantes não conseguiu repor à altura e acabou terminando na quinta colocação enfrentando problemas salariais. O Corinthians se recuperou do mau começo e terminou em sexto. O Botafogo trouxe o holandês Seedorf mas acabou em sétimo. O Internacional trouxe o uruguaio Forlán, mas decepcionou.

O craque do campeonato


Fred foi o grande nome da conquista do Fluminense. Com 20 gols foi o artilheiro do campeonato e eleito o melhor jogador da competição.

Um novo rebaixamento na vida do Palmeiras


Do título da Copa do Brasil ao rebaixamento, foram 130 dias de drama para o torcedor palmeirense. Com uma péssima campanha ao longo do torneio, o Verdão foi novamente rebaixado para a Segunda Divisão dez anos depois. A equipe não conseguiu engrenar, mesmo com Felipão no comando. A diretoria demitiu Felipão e tirou da Ponte Preta o técnico Gilson Kleina, mas não adiantou. A cada rodada o drama só aumentava. No jogo contra o Internacional, a arbitragem anulou um gol de Barcos, que foi com a mão. Na 36ª rodada o rebaixamento foi sacramentado ao empatar com o Flamengo em 1 x 1 com gol de Vágner Love, que ironicamente esteve no time que subiu em 2003. A torcida não perdoou o novo rebaixamento apenas poupando alguns jogadores como Barcos, o Pirata que cumpriu a meta de marcar 27 gols no ano, mas não o suficiente para evitar o pior. Além do Palmeiras foram rebaixados o Sport de Recife que mal sentiu o gosto de jogar na Série A, o Atlético Goianiense que não resistiu a mais um ano na elite e o Figueirense que trocou quatro vezes de técnico terminando na lanterna.

Related Articles

0 comentários:

Postar um comentário

Regras para a comunicação:
Aqui é um ambiente para se discutir futebol com paz, por isso não utilize palavrões, xingamentos e outras atitudes baixas. Vamos manter o nível.

Agradeço pela visita, volte sempre!

About us