Mayra Aguiar conquista a quarta medalha do Brasil em Londres em dia de derrotas dramáticas no vôlei e basquete

Num dia em que o vôlei e o basquete perderam de forma dramática, o judô voltou a ganhar medalha quebrando o jejum de quatro dias sem medalha.

O presente antecipado de Mayra Aguiar



Depois de uma seca de quatro dias o judô voltou a ganhar medalha nos Jogos Olímpicos de Londres. A judoca Mayra Aguiar ganhou um presente antecipado já que nesta sexta ela completa 21 anos. Mayra conquistou a medalha de bronze na categoria até 78 kg. Ela entrou logo nas oitavas e mostrou porque é a líder do ranking na sua categoria vencendo a tunisiana Hana Mareghini por waza ari, na segunda luta atropelou a polonesa Daria Pozgolec com dois waza ari que se transformou em ippon. Aí ela encarou sua rival Kayla Harrison, Mayra foi dominada e na tentativa de reverter o placar desfavorável, a 15 segundos do fim tomou uma finalização e perdeu a chance do ouro. Ela não se abateu e foi pra luta que valeu a medalha de bronze aplicando um ippon sobre a holandesa Marhinde Verherk, resultado que garantiu a quarta medalha brasileira em Londres e a terceira do judô. Apesar das decepções com Leandro Guilheiro e Tiago Camilo, esta já é a melhor participação do judô brasileiro em Olimpíadas. Além do bronze de Mayra, tivemos o ouro inédito de Sarah Menezes e o bronze de Felipe Kitadai no primeiro dia de competição. O outro representante brasileiro do dia não foi longe. Luciano Corrêa acabou sendo eliminado novamente pelo holandês Henk Grol, o mesmo que o eliminou quatro anos atrás em Pequim. Amanhã o Brasil vai pra disputa nos pesados no último dia de competições.

Esquiva Falcão a uma vitória da medalha:

Reuters

O brasileiro Esquiva Falcão (azul) derrotou Soltan Migitinov, do Azerbaijão Foto: Reuters


O boxe brasileiro está perto de conquistar mais uma medalha olímpica. Hoje o boxeador Esquiva Falcão mostrou autoridade e venceu fácil o atleta do Azerbaijão Soltan Migtinov por 24 a 11 e avançou para as quartas de final onde enfrentará o húngaro Zoltan Harcsa e vencendo já garante uma medalha.

Cielo e Fratus na final dos 50 metros com moral e Phelps amplia sua coleção de medalhas:

Ivo Gonzalez/Ag. O Globo

Cesar Cielo cumprimenta o americano Cullen Jones: os dois fizeram o mesmo tempo numa das semifinais Foto: Ivo Gonzalez / O Globo


O Brasil vai com dobradinha na final dos 50 metros livres, a prova mais rápida da natação. Hoje os dois passaram sem problemas nas eliminatórias e nas semifinais, ambos se classificaram. Cielo venceu sua série empatado com o americano Cullen Jones, pois ambos fizeram o mesmo tempo enquanto Bruno Fratus venceu bem sua segunda série. Cielo e Fratus nadarão lado a lado na disputa que promete e muito.


Jonne Roriz/AE
E Michael Phelps faz história novamente. Na prova dos 200 m medley, Phelps conquistou o primeiro ouro individual e a vigésima medalha da carreira. O brasileiro Thiago Pereira vinha bem, mas no fim deixou escapar a medalha de bronze que foi para o húngaro Laszlo Czeh.







Uma derrota dramática do basquete:


Fotos Reuters

fridzon brasil x rússia basquete londres 2012 olimpiadas 2 (Foto: Reuters)


Na melhor atuação na Olimpíada, o Brasil estava com a vitória nas mãos faltando seis segundos para o fim do último quarto. Mas a três segundos do fim da partida a Rússia tinha posse de bola e num lance sensacional, Fridzon arremessou e converteu os três pontos que deram a vitória por 75 x 74. Apesar da derrota, o Brasil segue em terceiro lugar e no sábado encara a China.

Lebron Jamesm, Kobe Bryan, EUA x Nigeria (Foto: Agência Reuters)


Já os Estados Unidos seguem atropelando seus rivais. Hoje o Dream Team arrasou, aniquilou a Nigéria com a maior pontuação da história das olimpíadas: 156 a 73 em cima da Nigéria superando a marca do Brasil que nos Jogos de Seul em 1988 atropelaram o Egito por 138 a 85.

Vôlei toma a virada e perde para os americanos:

Ivan Alvarado/Reuters

Enquanto Murilo tenta o passe, o técnico Bernardinho passa instruções aos jogadores do Brasil na derrota para os EUA Foto: Ivan Alvarado / Reuters

No duelo dos dois últimos campeões olímpicos, o Brasil acabou perdendo de virada para os Estados Unidos por 3 sets a 1 (23/25, 27/25, 25/19 e 25/17). Mesmo com a derrota, o Brasil segue em segundo na chave.

O desempenho dos brasileiros

Marcelo del Pozo/Reuters

Alison e Emanuel derrotaram dupla italiana e avançaram com 100% de aproveitamento em Londres


- No vôlei de praia, mais duas vitórias brasileiras: Talita e Maria Elisa venceram as australianas Bawden e Palmer por 2 sets a 1. No masculino, Alison e Emanuel passaram pelos italianos Nicolai e Lupo por 2 sets a 0;

- No tênis, a dupla do Brasil foi derrotada pela dupla da França por 2 sets a 0 e estão fora da briga por medalha.

- No tiro esportivo, Felipe Fuzaro foi eliminado na pistola de ar de 25 m;

- Na vela, a dupla Robert Scheidt e Bruno Prada segue em segundo na classe Star faltando três regatas pro fim. Na RS:X, Patrícia Freitas é a 14ª colocada e Ricardo Winicki é o 11º colocado e na Finn Jorge Zarif é o 19º colocado.

Quadro de medalhas:

PaísOuroPrataBronzeTotal
China1811534
EUA1891037
Coreia do Sul72514
França64616
Grã-Bretanha56415
18ºBrasil1124

Related Articles

1 comentários:

  1. Parabéns a Mayra Aguiar representando muito bem nosso judô nas Olimpíadas!

    ResponderExcluir

Regras para a comunicação:
Aqui é um ambiente para se discutir futebol com paz, por isso não utilize palavrões, xingamentos e outras atitudes baixas. Vamos manter o nível.

Agradeço pela visita, volte sempre!

About us