quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Brasil completa quatro dias sem medalha

Já são quatro dias sem medalha e o desempenho brasileiro em Londres começa a preocupar. Hoje o dia foi de novas decepções no judô e na natação, além de derrota feia no vôlei feminino, mais uma no basquete. Por outro lado o futebol se classificou e o surpreendente handebol vai se tornando a sensação da Olimpíada.

Tiago Camilo deixa escapar medalha:

Ivo Gonzalez/Ag. O Globo

Tiago Camilo teve luta amarrada contra o grego Ilias Iliadis Foto: Ivo Gonzalez / Agência O Globo


Mais uma vez o judô brasileiro não conseguiu trazer medalha. Hoje parecia que Tiago Camilo quebraria o jejum. Ele venceu suas primeiras lutas mostrando um belo judô contra o ucraniano Gontjuik e o italiano Meloni foram dois ippons, na terceira luta contra o uzbeque Cheriov, a vitória veio por yuko, a pontuação mínima. Na quarta luta o coreano Song Dae Nan aplicou um waza ari e controlou a luta. O brasileiro ainda tinha outra chance de lutar pelo bronze, mas o grego Ilias Iliades segurou o ímpeto de Tiago que acabou tomando duas punições e a medalha escapou. Já Maria Portela não foi feliz e perdeu na estreia para a colombiana Yuri Alvear.

Dupla brasileira vence batalha e avança no tênis:

Paulo Moriguti/CBT



Paulo Moriguti/CBT
Depois que o jogo foi interrompido por falta de luz natural, Marcelo Melo e Bruno Soares voltaram à quadra e venceram um dos jogos mais longos da história ao vencer a dupla tcheca formada por Radek Stepanek e Tomas Berdych por 2 sets a 1 (1/6, 6/4 e incríveis 24/22). Agora a dupla brasileira enfrenta nas quartas de final o vencedor do duelo entre Índia e França.







Um resultado pra história:

Mike Blake/Reuters

O ginasta brasileiro Sergio Sasaki compete na prova do cavalo com alças durante a final individual geral masculina


A ginástica masculina brasileira obteve hoje seu melhor resultado em toda história. O jovem Sérgio Sassaki, de apenas 20 anos terminou a competição individual geral em décimo lugar entre 98 ginastas. O feito é inédito, ainda mais que ele está em sua Olimpíada de estreia. O ginasta saiu satisfeito do ginásio esperando repetir o feito quando competirá em casa nos Jogos do Rio de Janeiro em 2016.

Mais um passeio do time de Mano:

Nigel Roddis/Reuters

Leandro Damião marca o segundo gol brasileiro contra a Nova Zelândia Foto: Nigel Roddis / Reuters


Em ritmo de treino a seleção brasileira venceu com tranquilidade a Nova Zelândia por 3 x 0 em Newcastle e terminou na ponta do Grupo C. Danilo, Leandro Damião e Sandro fizeram os gols da fácil vitória. Agora o time de Mano Menezes encara Honduras que ficou em segundo lugar na chave D. O jogo será no sábado à 1 da tarde. E o caminho ao ouro ficou mais fácil, pois o Uruguai acabou perdendo para os anfitriões e deu adeus à disputa. A Espanha terminou sua participação sem marcar gol empatando em 0 x 0 com o Marrocos. E Paulo Henrique Ganso não será cortado da delegação, pois ele se recupera de uma lesão na perna esquerda.

Basquete feminino perde mais uma e se complica de vez:

Timothy C.Clary/AFP



A situação que era difícil ficou complicada para a seleção de basquete feminino do Brasil. Mais uma vez a equipe lutou em quadra, mas a vitória não veio. A Austrália comandou a partida do início ao fim e venceu por 67 x 61. Depois da partida, as jogadoras saíram chorando. O Brasil enfrenta na sexta feira o Canadá e uma nova derrota significa a eliminação repetindo a campanha de Pequim.

Handebol feminino vira sensação:

Mathias Schrader/Reuters



A sensação dos esportes coletivos na olimpíada é o handebol feminino. Mesmo com o ginásio lotado a equipe feminina de handebol venceu as anfitriãs por 30 x 17 garantindo a vaga para disputar o mata mata. A seleção é a única equipe invicta da competição e na sexta encara a Rússia.

Apagão que complica seleção campeã olímpica:

Ivan Alvarado/Reuters

Sul-coreanas comemoram um ponto na partida contra o Brasil, no vôlei Foto: Ivan Alvarado / Reuters


A luta pelo bicampeonato do vôlei feminino se complicou com uma derrota vexatória diante da Coreia do Sul por 3 sets a 0 (25/23,25/21 e 25/21). Cometendo muitos erros, a equipe sofreu um apagão e foi presa fácil pras sul coreanas. Agora a equipe de José Roberto Guimarães precisa vencer as duas próximas partidas contra China e Sérvia.

Cielo fica longe da medalha nos 100 metros:

Jonne Roriz/AE



O brasileiro César Cielo ficou longe da medalha na prova dos 100 metros livres e terminou a prova em sexto lugar, depois de liderar os primeiros 50 metros. Na segunda metade da prova o brasileiro perdeu rendimento e foi superado. Numa chegada emocionante o americano Nathan Adrian venceu a prova com James Magnussen em segundo e Brent Hayden em terceiro. Mesmo com a derrota, Cielo não mudará o foco nos 50 metros livre, prova onde é campeão olímpico e amanhã inicia sua luta nas eliminatórias.

David Gray/Reuters

Thiago Pereira na semifinal dos 200 m medleyThiago Pereira se classificou pra final dos 200 m medley com o quarto melhor tempo. Amanhã ele tentará conquistar sua segunda medalha na olimpíada. Ainda na natação, Leonardo de Deus não avançou à final dos 200 m costas enquanto Henrique Rodrigues parou nas eliminatórias e Daynara de Paula ficou de fora dos 100 m borboleta.







Duplas brasileiras avançam no vôlei de praia:

AFP

Ricardo-e-Pedro-Cunha-AFP


As duplas brasileiras seguem avançando no vôlei de praia. Hoje mais duas vitórias. No masculino, Ricardo e Pedro Cunha suaram a camisa pra vencer a dupla do Canadá por 2 sets a 0 e no feminino Juliana e Larissa passou pela dupla da República Tcheca e também avançou para a próxima fase.

A uma vitória da medalha

Murad Sezer/Reuters



O pugilista Robenilson de Jesus está a uma vitória da medalha no boxe olímpico. Hoje ele venceu o russo Serguey Vodopianov por 13 a 11 e avançou para as quartas de final. É sua melhor campanha em sua segunda olimpíada.

O desempenho dos brasileiros:

- No tiro esportivo, Ana Luiza Ferrão foi eliminada na prova de pistola de 25 m;

- Na vela, Ricardo Winicki é o 12º na RS:X, enquanto Patrícia Freitas caiu para 13ª, na Laser Bruno Fontes  caiu para 13º e Adriana Kostiw é a 21ª na Laser Radial.

Vergonha no badminton:

Reuters
Árbitro conversa com Xiaoli/Yang, da China, e Jung/Kim, da Coreia do Sul, no badminton (Foto: Reuters)
Quatro duplas de badminton foram eliminadas dos jogos por serem acusadas de fazer corpo mole para perder suas partidas e assim ter o caminho mais fácil. Duas duplas da Coreia do Sul, uma da China e outra da Indonésia foram envolvidas e afastadas dos Jogos.








Quadro de medalhas:

PaísOuroPrataBronzeTotal
China179430
EUA128929
Coreia do Sul62412
França53513
Coreia do Norte4015
17ºBrasil1113

Um comentário:

  1. Não conseguimos neste dia, mas hoje conquistamos uma medalha de bronze no Judô pelo menos.

    ResponderExcluir

Regras para a comunicação:
Aqui é um ambiente para se discutir futebol com paz, por isso não utilize palavrões, xingamentos e outras atitudes baixas. Vamos manter o nível.

Agradeço pela visita, volte sempre!