A História das Olimpíadas: 1964, Auto estima japonesa é recuperada

A História das Olimpíadas prossegue e vamos relembrar os jogos olímpicos de 1964 em Tóquio, no Japão.


Arrasado depois do fim da Segunda Guerra Mundial, principalmente depois que os americanos jogaram duas bombas atômicas em Hiroshima e Nagasaki, o Japão levou 19 anos para renascer totalmente. Primeiro país asiático a sediar uma Olimpíada, eles investiram US$ 3 bilhões para construir instalações esportivas e obras de infra estrutura para sediar o evento, que deveria ter sido em 1940. Parte do dinheiro veio através de ajuda americana, que andava em dívida com os japoneses. O estádio olímpico era osímbolo maior do renascimento japonês. Para acender a pira olímpica, o jovem Yoshinori Sakai, nascido no dia em que a bomba atômica caiu sobre Hiroshima emocionou a todos e acendeu a pira. Em Tóquio estrearam o judô e o vôlei. Os japoneses ganharam três das quatro medalhas de ouro da modalidade, apenas na absoluto acabou perdendo o ouro para um holandês.

Brasil: Para esta Olimpíada,o país enviou uma delegação menor com nomes que anos mais tarde seriam conhecidos como Carlos Arthur Nuzman, atual presidente do Comitê Olímpico Brasileiro que foi sétimo colocado com a seleção de vôlei, Nélson Pessoa que foi quinto colocado e esperou 40 anos para ter uma medalha nos saltos, que veio com seu filho Rodrigo Pessoa e Vicente Feola, técnico campeão do mundo em 1958. A única medalha que conquistamos foi de bronze no basquete masculino (a última). A geração de Amaury Passos, Rosa Branca, Wlamir Marques se mesclava com jovens como Ubiratan e Edvar Simões subindo ao pódio pela última vez. Outro destaque vai para Aída dos Santos, que sem treinador conseguiu a façanha de chegar em quarto lugar no salto em altura.



Destaque: Laryssa Latynina (URSS): Em Tóquio, ela ganhou seis medalhas (2 de ouro, 2 de prata e 2 de bronze). Ao todo ela conquistou 18 medalhas em toda carreira e integra um seleto grupo de atletas que ganharam nove medalhas de ouro como os americanos Carl Lewis e Mark Spitz e o finlandês Paavo Nurmi.













CLASSIFICAÇÃO DE 1964
PAÍSOUROPRATABRONZE
ESTADOS UNIDOS36262890
UNIÃO SOVIÉTICA30313596
JAPÃO165829
ALEMANHA10221850
ITÁLIA1010727
HUNGRIA107522
POLÔNIA761023
AUSTRÁLIA621018
TCHECOSLOVÁQUIA56314
35ºBRASIL0011


Related Articles

1 comentários:

  1. Japão, que renasceu na época, foi bem nas Olimpíadas e foi o primeiro dos "normais". Sendo que EUA e URSS eram naquela época o que são hoje Real Madrid e Barcelona na Espanha, ambos tinham/têm supremacia extrema, mas não ganhavam/ganham todas as medalhas de ouro/jogos.

    ResponderExcluir

Regras para a comunicação:
Aqui é um ambiente para se discutir futebol com paz, por isso não utilize palavrões, xingamentos e outras atitudes baixas. Vamos manter o nível.

Agradeço pela visita, volte sempre!

About us