sábado, 21 de julho de 2012

A História das Olimpíadas: 1960, Roma promove turismo para divulgar olimpíada



A história das olimpíadas continua e vamos relembrar como foram os jogos olímpicos de Roma em 1960.

Eles esperaram mais de cinquenta anos para sediar os jogos. Em 1906 a erupção do vulcão Vesúvio levou à abdicação do direito. Somente em 1960 os romanos tiveram o direito de sediar. E para isso promoveram o evento através de seus principais pontos turísticos. As competições de ginástica foram nas famosas Termas de Caracalla, a Basílica de Constantino foi sede da luta livre, o Arco do Constantino foi o ponto de chegada da maratona. Esses locais foram para homenagear os jogos olímpicos da Antiguidade até a proibição pelo imperador Teodósio em 393. Apesar de optar pelo clássico, o moderno também deu as caras em Roma. Um novo aeroporto foi construído para receber os atletas. Pela primeira vez as Olimpíadas foram transmitidas pela televisão para o mundo. Na Europa, 100 canais mostraram o evento ao vivo. A rede americana ABC comprou os direitos de transmissão para os Estados Unidos.







Brasil: Com a decadência do grande Adhemar Ferreira da Silva, bicampeão olímpico que não passou das eliminatórias do salto triplo, o Brasil trouxe da Itália apenas duas medalhas de bronze, a segunda do basquete masculino que um ano antes havia sido campeão mundial. Os brasileiros fizeram uma bela campanha com seis vitórias e duas derrotas para a União Soviética e Estados Unidos que ficaram com o ouro. A outra medalha de bronze veio com o nadador Manuel dos Santos nos 100 m livres. Ele liderava a prova, mas na parte final acabou sendo superado pelos rivais e ficou com o bronze.







Destaques: Wilma Rudolph (EUA). Ela sofreu durante a infância de várias doenças, entre elas a poliomielite, mas venceu a doença se tornando a mulher mais rápida ao vencer três provas: 100 e 200 m rasos e revezamento 4 x 100.



Cassius Clay (EUA): Ele se tornaria logo depois Muhhammad Ali, o maior boxeador de todos os tempos. Em Roma, Cassius Clay conquistou a medalha de ouro nos meio pesados, logo depois se tornou profissional e quatro anos mais tarde já era campeão mundial.





Abebe Bikila (Etiópia): O mundo se assombrou com aquele corredor vindo de um país pobre correndo com   os pés descalços vencendo a maratona pela primeira vez. Era a primeira medalha de ouro de um negro africano na história dos jogos olímpicos depois de uma brilhante arrancada nos metros finais.











CLASSIFICAÇÃO DE 1960
PAÍSOUROPRATABRONZE
UNIÃO SOVIÉTICA432931103
ESTADOS UNIDOS34211671
ITÁLIA13101336
ALEMANHA12191142
AUSTRÁLIA88622
TURQUIA7209
HUNGRIA68721
JAPÃO47718
POLÔNIA461121
39ºBRASIL0022

Um comentário:

  1. Tanto no mundo político, parece que a rivalidade entre os Estados Unidos e União Soviética era parecida nas Olimpíadas, pelo menos no quadro de medalhas.

    ResponderExcluir

Regras para a comunicação:
Aqui é um ambiente para se discutir futebol com paz, por isso não utilize palavrões, xingamentos e outras atitudes baixas. Vamos manter o nível.

Agradeço pela visita, volte sempre!