quinta-feira, 19 de julho de 2012

A História das Olimpíadas: 1936, Um negro humilha o ditador nazista





Dando continuidade à série especial sobre as olimpíadas, agora é a vez dos jogos de 1936 em Berlim.

Escolhida sede dos jogos em 1931, a cidade de Berlim foi palco da maior propaganda de um regime. No poder desde 1933, Adolf Hitler fez o evento e usou para promover o regime nazista. O Estádio Olímpico foi projetado pelos engenheiros nazistas e custou US$ 30 milhões. A televisão transmitiu os jogos pela primeira vez para 25 pontos espalhados na capital. A cineasta Leni Riefenstahl foi a responsável por produzir um documentário, chamado Deuses do Estádio. Berlim foi a última olimpíada antes da Segunda Guerra Mundial, pois rumores eram ouvidos na própria Berlim. A guerra começou em 1939 cancelando as edições de Tóquio e Londres. Em Berlim estreou o basquete e os americanos foram campeões.

Brasil: Por muito pouco uma rixa entre a CBD e o recém criado Comitê Olímpico Brasileiro evitou que o país ficasse de fora dos jogos, mas com a fusão das duas entidades, o país embarcou para a Alemanha com 95 participantes, mas não trouxe medalha. Foi a última participação sem medalha do Brasil.



Destaque: Jesse Owens (EUA): Ele derrubou a tese de Hitler sobre a supremacia da raça ariana se tornando o grande nome dos jogos de Berlim. O americano Jesse Owens humilhou o ditador nazista conquistando quatro medalhas de ouro nos 100 e 200 m rasos, no revezamento 4 x 100 e no salto em distância. Diz a lenda que Hitler estava no estádio e recusou cumprimentar o vencedor. Depois dos jogos, Owens voltou ao seu país com a intenção de celebrar contratos publicitários, mas acabou sendo acusado de ser profissional e perdeu o status olímpico. Desde então passou a viver de exibições correndo contra atletas locais e até de cavalos. Owens morreu em março de 1980 aos 76 anos.


CLASSIFICAÇÃO DE 1936
PAÍSOUROPRATABRONZE
ALEMANHA34263090
ESTADOS UNIDOS24201256
HUNGRIA101516
ITÁLIA89522
FINLÂNDIA76619
FRANÇA76619
SUÉCIA65920
JAPÃO64818
HOLANDA64717
10ºÁUSTRIA46313

Um comentário:

  1. Realmente Jesse Owens mostrou que cor, raça não interfere em nada e brilhou nesses jogos.

    ResponderExcluir

Regras para a comunicação:
Aqui é um ambiente para se discutir futebol com paz, por isso não utilize palavrões, xingamentos e outras atitudes baixas. Vamos manter o nível.

Agradeço pela visita, volte sempre!