sexta-feira, 8 de junho de 2012

Eurocopa 2012: Pitacos para o Grupo C

Você possivelmente já percebeu que este blógui está no clima da Eurocopa 2012, torneio continental realizado de quatro em quatro anos cuja próxima edição terá início nessa sexta-feira, dia oito de junho. São dezesseis seleções separadas em quatro chaves, com duas de cada seguindo para as quartas-de-final.

Nos dois tópicos anteriores, pitaqueamos a respeito do Grupo A (Polônia, Grécia, Rússia e República Tcheca) e do Grupo B (Holanda, Dinamarca, Alemanha e Portugal). Dando seqüência às análises referentes à fase de grupos na Eurocopa 2012, chegou a hora de abordarmos o grupo C.

Grupo C: Espanha, Itália, Irlanda e Croácia.

Essa chave tem como grande atrativo o encontro entre as duas últimas campeãs mundiais, que duelarão logo na estréia. Tudo leva a crer que, caso haja um vencedor nesse jogo entre Espanha e Itália, a equipe vitoriosa dará passo largo rumo à classificação, notadamente por ser difícil imaginar que Irlanda e Croácia consigam o feito de avançarem juntas.

Atual campeã européia e mundial e partidária de um estilo de jogo dos mais belos na atualidade, onde a posse de bola é valorizada à exaustão e a marcação funciona de maneira a recuperar a redonda o mais rapidamente possível, a seleção espanhola de Vicente Del Bosque é o que há de mais parecido com o Barcelona eternizado por Josep Guardiola. Os desfalques de Carles Puyol e David Villa são impactantes, até porque tratam-se de dois jogadores donos de suas respectivas posições. Mas a talentosíssima geração espanhola e a fidelidade a um sistema de jogo vistoso e funcional têm todas as condições de superarem essas ausências e conduzirem a Espanha ao bicampeonato continental. O fato é que, independentemente de até onde irá essa equipe brilhante, ninguém mais tem a insana audácia de rotulá-la de "amarelona". Pitaco: a Espanha avança de fase.

A tradicional seleção italiana, que vem vivendo altos e baixos nos últimos anos, chega a essa Eurocopa como um caso à parte. O time é experiente, contando com pouca renovação desde o tetracampeonato mundial em 2006, e ninguém duvida da capacidade dos comandados de Cesare Prandelli no momento de decidir - a hora da decisão parece estar no sangue dos italianos. Só que o time está sob clima tenso, às voltas com escândalos de manipulação de resultados, com direito a corte de jogador e casos de cadeia. Se a máfia, digo, se a equipe italiana conseguir transcender esse tumulto psicológico, poderá fazer-se valer de sua camisa tão respeitada e seguir em frente na competição. Mas, mesmo dentro das quatro linhas, o momento da Azzurra está longe de gerar entusiasmo. Pitaco: a Itália não se classifica.

A Irlanda, aquela seleção que chorou a ausência na Copa 2010 após o gol irregular francês na Repescagem (quem não lembra do toque de Thierry Henry com o braço antes de dar a assistência para William Gallas, em plena prorrogação?), vem para a Euro2012 comandada pelo italiano Giovanni Trapattoni, treinador com grande capacidade de montar verdadeiros ferrolhos e dificultar enormemente as investidas adversárias. No papel, nomes de jogadores que mostraram ao futebol a sua qualidade, tais como o goleiro Given, o defensor O'Shea, o meia Duff e o atacante Robbie Keane. Pode parecer pouco para aprontar num torneio como a Eurocopa, mas um time dirigido por Trapattoni costuma, muitas das vezes, não precisar de mais do que um golzinho para alcançar as vitórias. Pitaco: a Irlanda não se classifica.

Os croatas completam a chave com uma seleção interessante. Além de jogadores de boa técnica e experiência internacional, a equipe comandada por Slaven Bilic conta com o talentoso Luka Modric, meio-campista que teve ótima performance na Eurocopa passada. Niko Kranjcar é outro jogador de meio-campo com técnica apreciável e pode oferecer a bola aos atacantes a qualquer momento, fortalecendo o setor de criação. Lá na frente, o brasileiro de nascimento Eduardo da Silva aparece como maior esperança de gols para uma seleção que sonha reviver as glórias dos tempos de Davor Suker e companhia, quando terminou em 3º lugar no Mundial 1998. Pitaco: a Croácia avança de fase.

Encerraremos a prévia da fase de grupos na Eurocopa2012 na próxima postagem, que abordará o grupo D.
Extraído de Jogada De (E)feito

Um comentário:

  1. A Espanha é sem dúvida, a favorita ao primeiro lugar desse grupo, se algum time empatar com a Fúria na fase de grupos, deve comemorar. A Itália não está em grande fase, mas acho que passará, caso a Croácia não consiga vencer a a Azurra. O time da Irlanda para mim é o mais fraco da Chave.

    ResponderExcluir

Regras para a comunicação:
Aqui é um ambiente para se discutir futebol com paz, por isso não utilize palavrões, xingamentos e outras atitudes baixas. Vamos manter o nível.

Agradeço pela visita, volte sempre!