quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Série : A História das Copas - 1938 (parte 3/19)

Parte 1 - Copa de 1930 


Parte - 2 Copa de 1934


A Copa do Mundo de 1938, disputada na França, foi a terceira Copa do Mundo disputada, e contou com a participação de 16 países. 36 países participaram das eliminatórias. 

Foi um mundial tenso, marcado pela gravíssima situação internacional, que levaria a Europa e o mundo à Segunda Guerra Mundial, pouco mais de um ano depois do certame.

 As grandes forças do mundial eram a Itália, campeã mundial, a Hungria, a Tchecoslováquia e o Brasil. Foi a primeira copa em que o Brasil realmente se organizou, evitando as eternas e infrutíferas brigas entre cariocas e paulistas. O Brasil tinha um grande jogador, o 1º grande gênio da seleção em copas, Leônidas da Silva. Na estréia um épico, Brasil 6 x 5 Polônia. Um jogo cheio de alternativas decidido só na prorrogação. Uma guerra, com vários jogadores contundidos em ambas as equipes. Durante as Oitavas aconteceu a primeira grande zebra em copas, empate de 3 x 3 entre Cuba e Romênia. No jogo desempate deu Cuba por 2 x 1. A Suíça empata com a Alemanha em 1 x 1 e vence o jogo desempate por 4 x 2, despachando a seleção teuto-austríaca da copa. Os italianos venceram a Noruega por 2 x 1 e os húngaros golearam as Índias Orientais Neerlandesas (hoje Indonésia) por 6 x 0.
Nas quartas o Brasil jogou duas vezes contra a Tchecoslováquia, 1 x 1 e 2 x 1 (jogo desempate). A Itália eliminou a França , dona da casa, por 3 x 1. Os húngaros avançaram com seu futebol técnico eliminando a surpreendente Suíça por 2 x 0. O destaque coube à Suécia que não jogou as Oitavas (seu adversário seria a Áustria) que espantou a zebra cubana por 8 x 0. Na semifinal o Brasil, sem Leônidas (poupado), perdeu para a Itália, campeã mundial, por 2 x 1. Os húngaros confirmam sua força e goleiam a Suécia por 5 x 1. A seleção brasileira ganhou da Suécia a decisão do 3º lugar por 4 x 2, na primeira grande participação canarinho em copas.
Equipe da Itália campeã da Copa de 1938
Na final, a Itália de Vittorio Pozzo, o técnico, e do grande Giuseppe Meazza, contra a forte Hungria. Itália 4 x 2 Hungria, e a Azzurra era o primeiro time a ser bicampeão mundial de futebol. Leônidas, o diamante negro, foi o artilheiro do mundial 38. Pozzo, até hoje, é o único técnico campeão mundial em duas oportunidades como treinador.


Curiosidades :

  - O atacante polonês Ernest Wilimowski fez quatro gols na partida de estréia, mas sua seleção perdeu do Brasil por 5 x 6 e foi eliminada. Nenhum jogador tem uma média de gols por jogo tão alta em Copas.
  - Nesse mesmo jogo, o centroavante brasileiro Leônidas da Silva marcou um gol de pé descalço. No segundo tempo da partida, com a chuva que caiu no gramado, e o barro que inundou o campo, Leônidas teve a sua chuteira estourada, descolando a sola do cabedal. Enquanto sua chuteira era consertada, o atacante fez um gol sem as chuteiras, após o rebote de uma cobrança de falta.
  - Foi a primeira Copa do Mundo transmitida por rádio para vários países do mundo.
  - Racismo : Depois da vitória italiana sobre o Brasil, o jornal "La Gazzetta dello Sport", influenciado pela ideologia fascista, escreveu: "Saudamos o triunfo da inteligência branca italiana sobre a força bruta dos negros".
  - A Alemanha nazista se reforçou com jogadores austríacos em suas fileiras. Mas na sua partida de abertura, não passou de um empate em 1-1 com a Suíça. No jogo desempate, ocorrido cinco dias depois, a Alemanha chegou a abrir 2-0. Com o resultado, foi enviado um telégrafo a Adolf Hitler informando o resultado. Mas os suíços não se deixaram abater e viraram o placar, vencendo por 4-2, eliminando a equipe alemã. #ChupaHitler

O Artilheiro : 
Leonidas, artilheiro da Copa de 1938
com 8 gols
Leônidas da Silva, o lendário "Diamante Negro" encantou o
 Mundo com suas jogadas,
 lances acrobáticos e 8 gols na primeira grande exibição do Brasil em Copas.

5 comentários:

  1. Foi uma boa Copa, pena que o Facismo e o Nazismo praticamente dominaram-na. O lado bom é que a Seleção Brasileira finalmente jogou como gente grande e que Leônidas foi nosso primeiro artilheiro.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom post, parabéns Patryck, naquele tempo, e ainda como hoje o futebol continua muito disputado

    Passa lá...
    SANGUE AZUL

    ResponderExcluir
  3. Me corrija se eu estiver errado, mas este apelido Diamante Negro deu origem ao chocolate feito pela Lacta que e vendido até hoje.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é verdade, o chocolate "Diamante Negro" tem esse nome por causa do Leônidas da Silva.


      Alias, o chocolate é tão bom quanto o jogador.

      Excluir

Regras para a comunicação:
Aqui é um ambiente para se discutir futebol com paz, por isso não utilize palavrões, xingamentos e outras atitudes baixas. Vamos manter o nível.

Agradeço pela visita, volte sempre!